Tipos de Implantes

Conheça os tipos de implantes que utilizamos e suas principais indicações.

MIRENA (SIU) - SCHERING

É um endoceptivo intrauterino que libera um hormônio dentro do útero chamado levonorgestrel (20mcg/ 24h), semelhante à progesterona produzida pela mulher. É um excelente contraceptivo, com duração de 5 anos, porém seu maior uso atualmente está no tratamento da hemorragia uterina, no controle da endometriose e do mioma, sendo muito eficaz na proteção uterina contra hiperplasia endometrial associado à terapia de reposição hormonal, para mulheres menopausadas.

IMPLANON - MSD

Implante subcutâneo (bastonete flexível) introduzido sob a pele do braço, com duração de contracepção por 3 anos, sendo altamente seguro. Logo no início, 20% das mulheres param de menstruar e 25% passam a fazê-lo em intervalos maiores. Continuando o uso, esses índices sobem para 40% e 35% respectivamente.

Vantagens:
alivia a TPM, reduz as cólicas e a intensidade do fluxo nas que prosseguem menstruando.

Desvantagens:
pode haver ganho de peso (2 a 4 Kg) e possibilidade de acne.

Os implantes hormonais são medicamentos. Seu uso não deve ser feito unicamente para fins estéticos. Converse com seu médico.

Dúvidas Frequentes

A primeira clínica em Campinas a oferecer aplicação de implantes hormonais da ELMECO.

Com experiência de mais de 25 anos em implantes hormonais, a CEEG é a primeira clínica de Campinas habilitada pelo renomado laboratório brasileiro ELMECO Implantes Hormonais.